Menu

Após 9 anos, contas do Iprerio estão em dia

Nove anos de parcelamentos e mais parcelamentos. Essa era a situação do Instituto de Previdência de Rio Negrinho, o Iprerio. As administrações anteriores realizaram diversos parcelamentos com o instituto referente à contribuição patronal, aquela em que a empresa é obrigada a pagar para o empregado. Porém, em apenas quatro meses, a atual administração está em dia com os pagamentos da contribuição patronal e dos parcelamentos deixados pelos gestores anteriores.

A dívida total do instituto é superior a R$ 16,5 milhões em parcelamentos, um valor exorbitante, sendo um destes parcelamentos feito em 200 vezes, no ano de 2017. Até o momento a gestão do prefeito Dr Caio Treml já quitou pouco mais de R$ 1,3 milhão desse valor, além de deixar a contribuição patronal em dia (cerca de R$ 2,6 milhões) e realizar um aporte de R$ 285 mil ao instituto, que zela pelos valores dos servidores.

 Para o prefeito Dr Caio, essa atenção com o Iprerio mostra a seriedade e o compromisso da atual gestão com o dinheiro público. “Estamos em dia com os pagamentos da contribuição patronal e dos parcelamentos não pagos pelas administrações anteriores. Isso é um resgate da credibilidade e da moral perante o uso do dinheiro público”, ressaltou.

 

A dívida em números

Entre os parcelamentos ainda existentes, em 2016 foi realizado um contrato em 60 meses, com parcela mensal de R$ 45.999,99. No ano seguinte, em 2017, novo parcelamento, desta vez em 200 meses e com valor mensal de R$ 25.150,77. Em 2018 e 2019 mais um parcelamento em cada ano, ambos em 60 meses. O primeiro com parcelas de R$ 79.556,90 e o segundo com parcelas de R$ 66.287,85. Já em 2020 um parcelamento em 50 meses foi contratado, com parcela mensal de R$ 81.582,80.

Luciene Kwitschal, presidente do Iprerio, comenta que os parcelamentos iniciaram no final do ano de 2012. “Desde o final de 2012 eram feitos parcelamentos em cima das contribuições patronais não repassadas. De 2012 ficou dezembro e o 13º salário, esse parcelamento já se encerrou. Havia momentos em que era necessário resgatar as aplicações para pagar a folha dos inativos e pensionistas. Agora conseguimos ter uma sobra para investir”, explica.

Ao assumir a administração, a atual gestão se viu obrigada a realizar um parcelamento em 60 vezes no valor de R$ 77.415,39. Os aportes, no valor de R$ 55 mil, estavam atrasados desde setembro, sendo colocados em dia pela Prefeitura.

Entre janeiro e abril deste ano, a atual administração já realizou o pagamento no valor de R$ 4.304.842,18 ao Iprerio, referentes aos aportes, à contribuição patronal e aos parcelamentos. “Não fossem esses grandes parcelamentos deixados pelas administrações anteriores, poderíamos investir esses valores em áreas como a Saúde, Infraestrutura, em benfeitorias para a comunidade”, lamentou o prefeito.

Imagens Relacionadas

Download das fotos em alta resolução
Carregando